FAQPortalInícioRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 23/11/2052, Sábado
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
11°C, tempo frio com ventos se intensificando no meio da tarde, céu aberto.
Lua: Cheia
Ações: - Visitação ao povoado de Hogsmead
- Ações da trama
- Outras ações diversas
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Katsuya Kamenari

Ir em baixo 
AutorMensagem
Katsuya Kamenari
Zõkori - 6º ano
Zõkori - 6º ano
Katsuya Kamenari

Número de Mensagens : 48
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 3
Agilidade : 5
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 7
Riqueza : 5
Raça : Humano / Sangue-puro
Ano :
Casa : Zõkori
Quadribol : Artilheiro
Característica Especial : Kamenari's family member
Característica Especial : Lobisomem
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Katsuya Kamenari   Qua Jan 28, 2009 1:50 pm

FICHA DE INSCRIÇÃO PARA ALUNOS

..:: Dados do Player ::..


Amanda e vocês sabem quem eu sou então pulemos essa parte uu


..:: Personagem ::..


Nome: Katsuya Kamenari
Idade: 16 anos
Raça: sangue-puro
Data de Nascimento: 19/03/2071
Local de Nascimento: Osaka, Japão



..:: Atributos ::..


Família Kamenari: + 1 em riqueza +2 em inteligência
Lobisomem: +1 em força +1 em agilidade +1 em reflexo

Força: 3
Agilidade: 5
Equilíbrio: 4
Mira: 5
Reflexo: 5
Inteligência: 7
Riqueza: 5



..:: Família ::..


Pai: Takai Kamenari
Mãe: Saki Hisaki Kamenari
Irmãos: não tem.
Outros parentes: nenhum que valha a pena citar
Situação financeira da família: Os Kamenari tem uma vida muito boa e são bem quistos na sociedade japonesa. Podem não ser tão ricos quanto os Katani ou os Himura, mas tem uma boa fortuna.



..:: Descrição Física ::..


Olhos: puxados como é comum nos orientais e cor de mel
Cabelo: castanho escuro um pouco mais longo que o usual, mas não muito e repicado com franja embora ele goste de variar, pintando de vermelho.
Altura: 1,70 de altura
Estrutura do corpo: corpo com alguns músculos desenvolvidos no quadribol, embora ainda assim ele pareça meio frágil e magrelo, mas ele é proporcional à sua altura. Não se engane ele é mais forte que muito marmanjo por ai e você não vai querer provocá-lo. A pele é clara e ele tem dedos longos.
Avatar: Kaoru (guitarrista do Dir En Grey)



..:: Descrição Psicológica ::..


Personalidade: Katsuya é, à primeira vista, para quem não o conhece meio fechado, mas isso se deve ao fato de ele ter sido desde cedo educado para ser assim. Os Kamenari nunca forma uma família das mais amistosas e todos os seus membros são mesmo sérios por conta do segredo que tem de esconder. Katsuya, no entanto com os amigos é comunicativo e alegre, embora que, no fundo, ele morra de medo de que os amigos não queiram saber dele caso descubram sobre seu “problema peludo” por assim dizer...
Anseios: que alguém encontre uma cura para o seu problema (ta sonhando né? até parece que vai acontecer... ¬¬)
Medos: que os amigos se afastem caso descubram o seu problema, em especial Kyo (que ele nem sabe que já descobriu o segredo dele)



..:: Shiruiki ::..


Teste para escolha da casa (coloque apenas a letra das alternativas escolhidas na ficha)

1. Você vê uma pessoa sendo assaltada. Você...

b) Liga para a polícia. Afinal esse trabalho é deles, não seu.

2. Qual desses itens chama mais a atenção em uma pessoa para você?

a) sabedoria

3. O jogo trouxa que você mais gostaria de jogar é...

b) Xadrez

4. A profissão que mais se adequaria a você no mundo trouxa é...

a) Cientista

5. Se você estivesse sendo procurado por algum motivo, qual seria?

e) Alguém me procurando? Então porque não pergunta para essa pessoa em vez de me fazer perder meu tempo?

Ano:
Quadribol: Artilheiro
Monitoria: monitor do sexto ano
Vassoura: Firebolt 8
Varinha: Ébano, 33 cm, núcleo de pelo de lobisomem, boa para feitiços de ataque, defesa e contensão.
Animal de Estimação: uma coruja do campo branca com manchas marrom claro e olhos âmbar



..:: Extras ::..


Características Especiais: Kamenari’s family
Características Especiais: Lobisomem / homossexual
Objeto Mágico: nenhum, pra quê eu precisaria?

“Another History, uma aventura pelo mundo da magia japonesa que vai conquistar você.”

_________________

..:: Katsuya Kamenari ::..
Sangue-Puro x 16 anos x Kamenari's family member x Lobisomem x homossexual x Zõkori x 6° ano

Cor do Kat: LightBlue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Katsuya Kamenari
Zõkori - 6º ano
Zõkori - 6º ano
Katsuya Kamenari

Número de Mensagens : 48
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 3
Agilidade : 5
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 7
Riqueza : 5
Raça : Humano / Sangue-puro
Ano :
Casa : Zõkori
Quadribol : Artilheiro
Característica Especial : Kamenari's family member
Característica Especial : Lobisomem
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Re: Katsuya Kamenari   Qua Jan 28, 2009 1:51 pm

..:: História ::..

Kamenari’s Story


Os Kamenari, a Família amaldiçoada.

Ninguém sabe do terrível segredo que cerca essa família, sendo tão bem escondido ao longo dos séculos. Os casamentos arranjados sempre foram escolhidos com todo o cuidado para que os conjugues fossem de total confiança e na noite de núpcias a tradição da família é de que os conjugues, ao se tornarem parte da família Kamenari, devem fazer um voto perpetuo prometendo que nunca irão revelar o segredo da família de modo algum.

E assim, por gerações e gerações a família se manteve intacta, com sua fortuna e dinheiro cobiçados por muitos. Séculos de Kamenari foram quase que disputados a tapa. Ter um Kamenari na sua genealogia era uma raridade, embora fosse mais do que de conhecimento geral que os Kamenari tinham gerações e gerações de sangue impecavelmente puro. Era muito mais comum nascerem filhos homens dos casamentos dessa família que mulheres e isso poderia ser a explicação mais plausível para ser dada para o resto do mundo bruxo.

O destino da família poderia ser totalmente distinto se Ichi Kamenari, o patriarca e fundador da família Kamenari não tivesse sido mordido por um lobisomem.

Naquela época, assim como até hoje, os lobisomens não têm o hábito de terem filhos ou viverem em sociedade. O caso Kamenari, é mantido em total segredo pelos membros da família e, portanto, não foi estudado. Até hoje os medi-bruxos não sabem dizer se a licantropia seria uma herança hereditária e se a contaminação se estenderia aos filhos do licantropo ou se esta não de manifestaria. Poucos casos são conhecidos para serem objeto de estudo.

Mas se os medi-bruxos soubessem da família Kamenari com certeza teriam as repostas que precisavam. Séculos de bruxos herdaram a maldição de Ichi Kamenari.

Atualmente, Takai Kamenari e Saki Hisaki Kamenari, os atuais donos da gigantesca e antiga sede dos Kamenari (que é bem isolada por razões óbvias apenas para os Kamenari), tem apenas um filho. Como manda a tradição, Saki tem um voto perpétuo com Takai que a impede de contar o segredo da família para qualquer outra pessoa ou possibilitar que alguém descubra por conta própria.

Katsuya, o mais novo Kamenari dessa geração agora cursa Shiruiki, em seu sexto ano e é orgulho dos pais por ser um destacável jogador de quadribol e obter notas maravilhosas.

Esse é o histórico mais reduzido dos Kamenari, jamais descoberto por nenhuma outra família...


Katsuya’s Story


Quando nasceu, desde o primeiro suspiro de vida, Katsuya jamais poderia ter uma vida normal. Por quê? Ora, ele era um Kamenari e isso por si só já era auto-explicativo para os que sabem da história da família.

Kamenari, a família amaldiçoada. Desde pequeno Katsuya dse acostumou ao fato de que nunca poderia ver uma noite de lua cheia. Toda vez que a lua se erguia em seu ápice no céu, ele e o pai eram magicamente trancados no enorme porão da mansão Kamenari pela mãe. E ele sempre acordou com os mais diversos cortes pelo corpo que ele não saberia dizer se foram feitos por ele mesmo ou pelo pai. O pai não acordava diferente, e diversas vezes Katsuya se perguntou por que as coisas tinham de ser daquele jeito.

Porque, em séculos e séculos, ninguém tinha encontrado uma cura para o problema deles, um jeito de deter a maldição ou ao menos de não a passar para os filhos?

Katsuya desde pequeno jurou para si mesmo que jamais teria filhos se fosse para passar aquela maldição para eles. Era melhor assim, não seria por sua culpa que outro inocente seria contaminado por essa maldição. Que se danem as tradições e a continuidade do nome da família.

Essa opinião do pequeno Katsuya foi, claro, guardada para si, uma vez que sabia que os pais não entenderiam ou aceitariam sua decisão.

Em sua infância, como era comum acontecer com todo Kamenari, Katsuya cresceu um tanto isolado do convívio de outras crianças de sua idade. As desculpas de Takai para o filho eram de que ele devia amadurecer aprender a controlar melhor o que dizia para não deixar escapar algo que pudesse vir a comprometer “O segredo”.

O segredo. Era assim que se referiam à maldição que todo Kamenari carrega em seu sangue.

Aos oito anos, veio a confirmação de que não apenas a maldição da família havia sido herdada, mas também a magia. Katsuya era um bruxo.

Aos onze anos, a carta de Shiruiki chegou em suas mãos. E aquela carta significava muito mais para ele que para qualquer outra criança que a recebesse, porque era o seu passaporte para o convívio com outras crianças de sua idade. Uma vez em Shiruiki, ele não estaria mais isolado na mansão Kamenari, teria outras pessoas com quem conversar, possíveis amigos até.

Para que ele freqüentasse Shiruiki Takai lhe entregou a chave do último segredo dos Kamenari. Escondida em meio ao caminho da tortuosa montanha de Shimasagi, a ilha onde se localiza a Academia, há uma casa que, apesar de parecer uma velha e mal conservada construção, é o refúgio de todo Kamenari nas noites de lua cheia. A garantia de que ninguém saberia de seu segredo.

Uma passagem nas masmorras frias e úmidas leva até a frente dessa casa, mas lá só pode entrar quem possuir a chave, que agora era entregue a ele. Tudo o que ele teria de fazer era ir para lá antes de a lua aparecer e estaria seguro.

Depois de prometer tomar todo o cuidado para não deixar que descobrissem nada, Katsuya finalmente estava embarcando a caminho de Shiruiki.

Uma vez que era solitário e convivera pouquíssimas vezes com crianças da sua idade, Katsuya não tinha nenhum amigo no barco. Porém, longe do que ele esperava sua primeira viagem a Shiruiki não foi solitária como ele imaginava que seria.

Não foi porque em seu caminho estava Kyo. Kyo estava em seu caminho.

Quem era Kyo? Kyo Kawaru era uma das primeiras pessoas talvez que os pais lhe mandariam passar longe. Por quê? Ora, Kyo era um mestiço e vinha de uma família sem muitas posses. Isso por si só jamais combinaria m o padrão de um Kamenari.

Mas ele estava por sua conta naquele barco. Ali não havia pai nem mãe para lhe impedir de fazer o que quisesse. E havia algo, algo que ele não sabia explicar dentro dele que gostara de Kyo desde a primeira troca de olhares.

Foi Kyo quem levou Katsuya ao convívio com aqueles que seriam seus melhores amigos: Toshi Kazuma Sakurazuka, Daisuke Himeki, Shinya Osaki.

Daquela roda o único que seus pais aceitariam que ele conversasse seria Shinya. Mas isso não importava para ele, porque pela primeira vez em toda sua vida naquela viagem ele se sentiu bem, se sentiu querido.

E de repente a licantropia agora parecia tão distante como nunca lhe pareceu antes.

E mesmo a divisão das casas não lhe parecia importante. Ele e Shinya tinham ficado na mesma casa e Kyo e Daisuke em outra, enquanto Toshi foi para uma terceira casa ainda.

E ele só se lembrou do seu problema quando a lua cheia vinha se aproximando novamente.

Katsuya se sentiu mal ao inventar uma mentira ara os amigos naqueles dias para poder se refugiar no casebre abandonado da montanha, mas ele sabia que aquilo era necessário para que ninguém se ferisse.

Nos meses seguintes, o esquema foi sempre o mesmo, embora as desculpas variassem bastante.

O primeiro ano passou rápido e logo ele estava de volta para a Mansão Kamenari. Takai não gostou como Katsuya previra, da amizade dele com Kyo, Daisuke ou Toshi. Nenhum deles era apto a participar do círculo íntimo da vida de um Kamenari, segundo o pai. Shinya ainda era uma escolha mais plausível, talvez não a melhor, melhor faria se relacionando com os Katani ou com os Himura...

Mas Katsuya se impôs contra o pai, afinal eram seus amigos, seus primeiros amigos e eles não os queria perder. E brigou tanto e tão obstinadamente com o pai que este permitiu desde que não contasse em hipótese alguma o segredo da família para eles.

O segundo ano se passou sem problemas, sem nada de novo ou diferente. Já o terceiro foi mais agitado.

No terceiro ano, Katsuya entrou para o time de quadribol, o que junto com suas notas maravilhosas rendeu muitos elogios dos pais, mas o mais importante daquele ano foi a idéia de Kyo: a idéia uma tanto inusitada e louca de que eles cinco montassem uma banda.

Tinha tudo para dar o mais errado possível, mas a idéia não pareceu de todo má para ele. Uma banda... Bom, tirando Kyo, todos ali sabiam tocar um instrumento.

Katsuya tinha aprendido a tocar guitarra e violão sozinho justamente por viver tão isolado do resto das pessoas. A música era sua companheira nas horas vagas. E já era automático que seus dedos buscassem as cordas do instrumento quando se sentia triste ou solitário. Talvez focalizar essa habilidade em pensamentos menos sombrios e propósitos mais leves com os amigos não fosse afinal uma má idéia.

E foi com esse pensamento que ele resolveu então apoiar a idéia. Dentre todos os amigos, Kyo era o qual era mais próximo de si e isso ajudou, claro, mas ele apoiou a idéia por realmente acreditar nela. Depois do seu apoio, Toshi, Daisuke e Shinya também aceitaram. Talvez eles achassem que ele não apoiaria uma idéia dessa e por isso não demonstraram seu apoio à mesma antes, mas enfim, isso não importa. Todos estavam de acordo. Agora era começar a se mexer para fazer aquela idéia realmente tomar vida.

Nas férias, Katsuya nem ouviu os pais reclamando o quanto era imprudente quando foi passar as mesmas na casa de Kyo junto com os amigos para começarem a montar a banda. No periódo m que devia se esconder por conta da lua cheia voltou para casa, para depois voltar a aparecer para continuar com os amigos.

Ele realmente estava se entregando de corpo e alma àquele projeto, mas não podia negar que também estava muito feliz por simplesmente estar na casa de Kyo. Esses pensamentos, no entanto, eram totalmente rechaçados por serem proibidos. Ele não podia estar gostando do amigo podia?

Na verdade não só podia como estava. Mas ele não admitiria isso assim tão fácil. Ele podia ser em teimoso quando queria...

Mas no quarto ano, ele não conseguia deixar de pensar em Kyo. E ele começou a perceber que talvez estivesse mesmo gostando do amigo, porque não havia como negar que, mesmo ignorando as reações que o garoto causava em seu corpo, só a presença dele acalmava seu espírito e o fazia se sentir bem, querer ele sempre por perto.

É, ele, Katsuya Kamenari estava amando. Amando seu melhor amigo. Oh meu deus, ele era gay? Bom assim ele tinha certeza de que não passaria adiante para filho nenhum sua maldição...

Bom, mas o que importava agora que ele assumira para si mesmo era como ele faria para assumir para Kyo o que sentia. Convenhamos, ele não era lá o exemplo de coragem, ou teria ido para Hidaki junto com Kyo e Daisuke. Não, ele não era corajoso e admitia isso, mas precisava encontrar alguma coragem dentro de si, realmente necessitava disso... ou nunca saberia se Kyo também sentia o mesmo.

Seria engraçado se eu dissesse que quando Katsuya foi se declara para Kyo o mesmo tinha resolvido fazer exatamente o mesmo? Os dois tinham encontrado coragem de se declarar exatamente ao mesmo tempo, algumas semanas antes do baile que a academia oferecia...

Loucura, não?

Bom, o importante disso tudo é que um descobriu que o outro sentia o mesmo si. E isso foi a melhor coisa que poderia ter acontecido a Katsuya. No baile, a banda, denominada Dir En Grey se apresentou e foi um sucesso. Tudo estava tão bom quanto nunca esteve antes.

O relacionamento dos dois é obviamente escondido, porque seu pai jamais aceitaria isso se soubesse. E Kyo dizia entender, então tudo bem.

No quinto ano aconteceu um fato curioso. Algo em relação a sua maldição. Ele se sentia de alguma forma mais consciente quando estava na forma lupina, embora tudo o que ele conseguisse lembrar era de um gato com pelo alaranjado e grandes olhos âmbar. Por que isso ele não tinha a menor idéia, mas a curiosidade para descobrir o gato misterioso, era claro, enorme.

E agora em seu sexto ano ele quer descobrir quem ou o que é aquele gato que parece estar aos poucos lhe dando certa consciência nos períodos de lua cheia. E ele tem um ano inteirinho para descobrir....

_________________

..:: Katsuya Kamenari ::..
Sangue-Puro x 16 anos x Kamenari's family member x Lobisomem x homossexual x Zõkori x 6° ano

Cor do Kat: LightBlue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Taiyo
Administrador
Administrador
The Taiyo

Número de Mensagens : 598
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 10
Agilidade : 10
Equilíbrio : 10
Mira : 10
Reflexo : 10
Inteligência : 10
Riqueza : 10
Player : Rodrigo

MensagemAssunto: Re: Katsuya Kamenari   Qua Jan 28, 2009 2:44 pm

Ok, está aprovado, eu diria para tomar cudado com a sua habilidade, mas vejo que parece ser de confiança...
a casa que lhe receberá será a Zõkori A casa dos que buscam a sabedoria, desfrute do colégio e boa sorte^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Katsuya Kamenari   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Katsuya Kamenari
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Another History :: Para jogar :: Fichas de Inscrição :: Fichas Aceitas :: Zõkori-
Ir para: