FAQPortalInícioRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 23/11/2052, Sábado
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
11°C, tempo frio com ventos se intensificando no meio da tarde, céu aberto.
Lua: Cheia
Ações: - Visitação ao povoado de Hogsmead
- Ações da trama
- Outras ações diversas
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Yoshiki Himawari

Ir em baixo 
AutorMensagem
Yoshiki Himawari
Professor de Prática do Duelo
Professor de Prática do Duelo
avatar

Número de Mensagens : 6
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 2
Agilidade : 5
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 7
Riqueza : 4
Raça : Humano / Sangue-puro
Profissão : Professor de Prática de Duelos
Característica Especial : ofidioglota
Característica Especial : vampiro
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Yoshiki Himawari   Dom Fev 01, 2009 1:50 pm

FICHA DE INSCRIÇÃO PARA ALUNOS

..:: Dados do Player ::..


Amanda (sim eu de novo e acredito que pela última vez... uu) XD


..:: Personagem ::..


Nome: Yoshiki Himawari
Idade: 368 anos
Raça: sangue-puro
Data de Nascimento: 17/06/1719
Local de Nascimento: Kyoto, Japão



..:: Atributos ::..


vampiro: durante a noite aumenta +1 em todos os atributos exceto riqueza e durante o dia reduz -1 em todos os atributos exceto riqueza

Força: 3
Agilidade: 5
Equilíbrio: 4
Mira: 5
Reflexo: 5
Inteligência: 6
Riqueza: 4


..:: Família ::..


Pai: Hiroshi Himawari
Mãe: Rei Osagi Himawari
Irmãos: não tem
Outros parentes: nenhum que ainda esteja vivo hehe
Situação financeira da família: muito boa, em séculos ele arrancou de suas vítimas dinheiro o suficiente para ter uma ótima condição.



..:: Descrição Física ::..


Olhos: puxados com é comum em orientais e claros, variando do verde água ao azul vítreo.
Cabelo: castanho acobreado, liso e com franja.
Altura: 1,72 m
Estrutura do corpo: esguio, sem músculos aparentes, pele tão clara que é quase branca, sem manchas e porte elegante.
Avatar: Közi



..:: Descrição Psicológica ::..


Personalidade: o que dizer de Yoshiki? Posso dizer que ele é louco, completamente louco, mas isso se deve a fatos obscuros de seu passado que transformaram sua personalidade. Porém ele é manipulador e sabe muito bem como fazer para que ele não pareça louco quando não quer parecer.
Anseios: nenhum em especial. Se divertir talvez...
Medos: ele tem medo de algo? Se um louco não teme nada... quem dirá um louco imortal?



..:: Vida Profissional ::..


Profissão: Professor de Prática de Duelos (como alguém deixa um louco desse ser professor??)
Varinha: ébano, 30 cm, meio flexível núcleo de pena de fênix. Ótima para feitiços e maldições.



..:: Extras ::..


Características Especiais: vampiro
Características Especiais: ofidioglossia
Objeto Mágico: não tem



..:: Ação ::..


Yoshiki abriu lentamente os olhos pesados e olhou para o relógio. Ah sim, hora de levantar. O dia se findava pela janela. Hora de levantar. Pena que não tinha tempo para brincar um pouco ou fazer um lanche antes da aula se iniciar. O período do jantar era demasiado curto para que saísse de Shimasagi e voltasse a tempo da aula. Atacar alguém ali na academia seria por demais tolice, uma vez que atrairia atenção indesejada.

Se bem que, alguns dos seus alunos certamente dariam um ótimo lanche... he.

Ainda assim, por mais louco que ele pudesse ser (e acredite, ele era) não faria isso. Não para novamente ser caçado, embora isso fosse muito interessante.

Pegou uma garrafa com um líquido vermelho escuro e serviu uma taça, sorvendo delicadamente o líquido enquanto os últimos raios de sol desapareciam do lado de fora do quarto bem fechado.

Ficou algum tempo ainda ali, a pensar consigo mesmo em fatos do seu longo passado e no motivo pelo qual estava ali fingindo ser professor naquela escola que lhe era tão tediosa: a aliança. Desde que os youkais começaram a retornar ao mundo atual, escapando da prisão na qual foram confinados, como não estavam exatamente em vantagem numerosa (não eram tantos assim os que conseguiram cruzar a barreira, só os mais poderosos conseguiram tal feito), começaram a procurar fazer alianças com outras raças que tinham propósitos parecidos com os seus, como os vampiros.

E ele se lembrava bem do dia em que foi abordado pelo próprio Shinjirou, o lides dos youkais...


[ Flashback ]

Yoshiki tinha novamente feito uma vítima. O trouxa que tinha caído em sua teia sequer imaginara a tortura que o aguardava. Yoshiki era sádico. E insano também.

Desde o início seu propósito nunca fora se alimentar, porque afinal ele já tinha o feito antes com uma bruxa. Ele apenas queria mesmo era “brincar”.

Brincar de torturar para ser mais exato. Torturas que envolviam maldições, objetos pontiagudos e tudo mais que você achar que pode ferir alguém.

Quando finalmente tinha se cansado. Matou o trouxa com um golpe. Ao terminar, ouviu o som dos aplausos vindos de uma criatura nas sombras, que agora dava passos lentos e precisos despreocupadamente na direção de Yoshiki. Yoshiki apenas fez um teatral gesto de quem agradece e pede mais aplausos, com um sorriso nos lábios.

- muito bom... muito bom mesmo... Sr. Himawari... estou enganado, por algum acaso?

- de modo algum... – disse o vampiro, que agora se levantara de perto do corpo inerte no chão e acenderam um cigarro. Diferente de outros seres, fumar não lhe faria o mínimo mal, porque afinal ele não era humano. – mas creio que não veio até aqui apenas para apreciar o espetáculo... Não é mesmo youkai?

O outro que tinha cabelos cacheados compridos e negros, olhos amarelados e exibia uma bela cauda de lobo soltou um riso sarcástico que fez um de seus salientes caninos aparecer. Era com toda certeza um youkai lobo.

- você até que é bem direto para um ser que vive há tanto tempo por aí. Mas você está certo, eu não vim apenas assistir seu momento de... Diversão. Eu vim lhe propor uma aliança.

- uma aliança? – perguntou Yoshiki despreocupado, como quem não está nem aí para o que o outro diz ou deixa de dizer.

- sim, uma aliança... Imagino que temos objetivos um tanto parecidos, não é mesmo? Por séculos e séculos os vampiros foram tão caçados e odiados pelos tolos humanos quanto nós, os youkais... Eu lhe proponho uma aliança contra esses seres.

- e quem seria você, afinal para falar em nome de uma raça toda? Porque eu deveria confiar em você? – perguntou Yoshiki com um sorriso sarcástico.

- você deveria considerar melhor o que diz, porque obviamente você já deve ter ouvido rumores ao meu respeito... Meu nome é Shinjirou.

Yoshiki agora olhou pela primeira vez interessado para o outro quando ouviu o outro dizer quem era. O líder dos youkais, o lendário Shinjirou tinha vindo até ele?

- Quando estiver interessado em ouvir mais detalhes sobre a minha proposta, me procure.

O outro disse lhe entregando um cartão e depois sumindo com a escuridão da noite, tão silencioso e sutil quanto veio...


[ Fim do Flashback ]

Yoshiki novamente olhou para o relógio e levantou-se ao perceber que já era hora de ir para sua sala, pois logo se iniciaria sua aula e os alunos começariam a chegar.

Quando se aliou a Shinjirou, de início imaginou que ele iria querer sua ajuda em batalhas, não táticas como espionagem. Porque esse era o motivo de sua permanência ali como professor. Espionar os passos de alguns bruxos da Academia, descobrir o quanto poderiam saber sobre os youkais, quais eram os que ofereciam algum risco.

Yoshiki entrou caminhando com seus passos lentos e metódicos na sala, sem nem olhar para os alunos. Todos eles conheciam bem o frio professor de duelos e sabiam que aquele era o comportamento normal dele.

Assim que chegou até sua mesa fez um aceno de varinha que fechou as portas da sala. Aquela era a turma do segundo ano.

- boa noite a todos. Espero que não estejam cansados demais para colocar mais um pouco de conhecimento nessas cabeças ocas, porque se estiverem garanto que não vou gostar nem um pouco. - disse frio. Sim, ele fazia o gênero professor carrasco na sala de aula. E ai do aluno que desse um pio enquanto ele falava. – pois bem, hoje o feitiço o qual vocês vão aprender é simples, porém muito útil em um duelo. Chama-se Expelliarmus o feitiço mais comum de desarmamento usado por bruxos e dependendo da eficácia com a qual é usado e a agilidade com a qual é executado pode livrar-lhes de muitas situações... Indesejadas ou delicadas, por assim dizer.

Ele então olhou sério para os alunos. Todos assustados como de costume. Ele gostava de ver como um mero monólogo de sua parte acuava tanto esses pedacinhos de gente que os outros professores tinham a coragem de chamar de alunos...

- agora... um voluntário para uma demonstração do feitiço? – perguntou com seus olhos já correndo a turma. Todos quietos e acuados. – nenhum? Pois bem, Sr. Oka, venha até aqui. – ordenou para um aluno que ele facilmente via de longe o quão nervoso estava. Ele adorava pegar os mais incompetentes e nervosos para uma humilhaçãozinha básica... O aluno se levantou tremendo todo com a varinha apertada entre os dedos. – pois bem, prestem atenção - ele então girou sua varinha no ar fazendo o movimento do feitiço perfeitamente e de maneira elegante antes de pronunciar com perfeição o encantamento. Expelliarmus

Toda a sala acompanhou o coitado do garotinho, que pertencia à casa de Hidaki voar longe na sala, batendo fortemente contra a parede oposta, a varinha escapando de seus dedos e indo para bem longe de seu alcance, enquanto o mesmo ficava zonzo, com na verdade cara de quem vai desmaiar. O olhar assombrado da turma causou o efeito desejado por Yoshiki.

- como eu ia dizendo, Expelliarmus é um feitiço simples, mas ainda assim muito útil em um duelo. Mesmo assim existem modos de se bloquear esse feitiço também satisfatórios, que obviamente o colega de vocês não conhece – disse olhando com descaso para o garoto que agora sim tinha desmaiado mesmo. – o movimento de varinha vocês devem ter acompanhado, mas para os incompetentes que não o tenham feito é deste jeito – e refez o movimento. – não se esqueçam de usar a entonação correta para pronunciar o feitiço, do contrário, as conseqüências podem não ser boas, como vocês devem saber, um feitiço pronunciado errado pode ser... Catastrófico. – disse com um sorriso meio cruel de canto. – reúnam-se em duplas e pratiquem o feitiço, até o fim da aula quero ver todos com o feitiço bem aprendido. Para os que não conseguirem, garanto que as conseqüências não serão nem um pouco satisfatórias...

Assim, viu os alunos rapidamente se reunirem em duplas e tentarem executar o feitiço, embora a maioria falhasse miseravelmente. Veremos até o fim da aula quem iria aprender a executar o feitiço...

E o coitado do Sr. Oka? Bom, esse ainda ficou lá inconsciente no chão até o fim da aula, quando o professor lançou um Enervate no mesmo e lhe deu uma detenção pela “incompetência em nem ao menos tentar se defender de um feitiço tão básico” e enxotou da sala. Essa era apenas mais uma aula comum de Yoshiki. E olha que ele estava até que de bom humor...

“Another History, uma aventura pelo mundo da magia japonesa que vai conquistar você.”


Última edição por Yoshiki Himawari em Dom Fev 01, 2009 1:53 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yoshiki Himawari
Professor de Prática do Duelo
Professor de Prática do Duelo
avatar

Número de Mensagens : 6
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 2
Agilidade : 5
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 7
Riqueza : 4
Raça : Humano / Sangue-puro
Profissão : Professor de Prática de Duelos
Característica Especial : ofidioglota
Característica Especial : vampiro
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Re: Yoshiki Himawari   Dom Fev 01, 2009 1:53 pm

..:: História ::..


Yoshiki Himawari. Um bruxo de sangue impecavelmente puro, orgulhoso e arrogante. Este era o jovem Yoshiki em sua juventude, ainda antes de sua transformação.

Era o tipo de gente que é odiada pelos outros, mas como era rico, com muita influência, que tinha como uma das características mais especiais da família o dom de falar com as cobras, (ofídioglossia) os outros nunca exteriorizavam esse pensamentos em sua presença. Yoshiki sabia o que falavam dele pelas costas, mas não se importava. Que falassem, porque afinal era a única coisa que fariam mesmo...

Com seus 24 anos de idade e dinheiro de sobra para nunca precisar trabalhar, a vida de Yoshiki se reduzia a apenas “viver a vida, pois ela é curta”. E ele vivia então gastando a fortuna de seu pai com seus vícios, para o total desgosto do mesmo.

Um dia, porém, algo mudou totalmente o rumo de sua vida. Podia ser que uma criatura mudou o rumo desta.

Alexis era uma figura andrógena e diferente para a época em que viviam e que por isso mesmo despertou apenas mais ainda o interesse de Yoshiki quando o viu. Um homem, mas com uma beleza tão tipicamente feminina e descendência francesa. Um forasteiro no território japonês, por assim dizer, que normalmente andava pelas ruas de Kyoto à noite, misterioso, sedutor...

E Yoshiki ficou curioso com aquela figura tão diferente de tudo o que ele tinha visto antes, parecendo tão... Superior ao resto das pessoas, imponente demais para um bruxo comum.

E essa curiosidade o levou a seguir o misterioso homem nas noites que se passaram. Por início, o mesmo apenas conversava com ele, com reflexões tão curiosas e profundas sobre a existência humana, como se ele estivesse acima de tudo isso (e no fundo estava, mas Yoshiki não sabia disso... Right?), o que era no mínimo até um pouco assustador.

E uma noite, quando Yoshiki resolveu exteriorizar a dúvida que o acometia sobre se aquele ser era mesmo humano, Alexis revelou a verdade sobre si, cravando as finas presas no pescoço de Yoshiki.

Ele podia sentir sua vida se esvaindo a medida que o outro sorvia seu sangue, sem poder fazer nada. Seu corpo parecia estranhamente mole e pesado e impedir o vampiro de continuar não era exatamente algo possível para ele.

Depois do que lhe pareceu uma eternidade, quando sua visão já se escurecia e ele sentia a vida ir lhe deixando aos poucos, sentiu o outro parar.

- Sabe... você é uma criatura interessante Yoshiki.... muito interessante. Nessas noites em que conversamos, minha intenção sempre fora te morder naquela primeira conversa e deixa-lo morrer, mas acabei adiando isso e agora, acredito que você não mereça morrer, pelo menos não do jeito que você vai se eu não fizer nada - foi o que o vampiro disse se aproximando lentamente de Yoshiki, que tinha a visão nublada e mal conseguia ouvir o outro. – você quer a salvação? – perguntou em um sussurro no ouvido do outro.

Yoshiki na verdade não sabia exatamente ao que o outro se referia, mas ele não queria acabar assim, ali morto. Ele queria viver. E por isso que acenou afirmativamente, sem pensar nas conseqüências disso.

- então que assim seja... – o outro disse ferindo o próprio punho e deixando seu sangue escorrer por entre os lábios entreabertos do bruxo caído. – beba e você terá a eternidade na sua frente... – disse o outro esperando pela escolha de Yoshiki.

E Yoshiki escolheu a eternidade. Eternidade... Ele gostou do som daquela palavra...

Livre das fraquezas humanas, livre da morte, mesmo que isso significasse se tornar uma criatura das trevas (e ele sabia, porque afinal ele tinha estudado e sabia bem tudo sobre magia, seres mágicos e outras criaturas, fossem quais fossem, que habitavam o mundo bruxo).

E depois daquela vez, ninguém nunca soube o que aconteceu com Yoshiki, porque Alexis o levou consigo para a Europa.

Por lá, Yoshiki viveu por um tempo que lhe parecia agora ínfimo (tendo a eternidade, o tempo parece ser algo tão distinto de quando se sabia que iria morrer mais cedo ou mais tarde...) com Alexis, o qual lhe mostrou sobre os poderes que ele possuía, lhe ensinou tudo o que ele precisava saber sobre sua condição atual.

A Europa era realmente o melhor lugar para tal, na época de 1750 era ta mais fácil se ocultar por entre os nobres e alimentar-se sem que os assassinatos, fossem de quem fossem, chegassem a ser ligados a eles. No Japão com certeza não teria sido assim tão simples e Yoshiki gostou de passar alguns séculos pela Europa.

Um dia, porém, Alexis simplesmente sumiu. Não se despediu, não explicou nada, apenas sumiu. Yoshiki o procurou por todos os locais que imaginou e os que não imaginou, até que por fim, depois de meio século de buscas, ele desistiu.

Uma vez sozinho, Yoshiki se modificou. A solidão às vezes pode fazer mal sabe, e com certeza os séculos que passou sozinho o fez um mal terrível. A solidão foi a porta que o levou à loucura.

Sua diversão e prazer eram agora matar e torturar suas vítimas. E cada vez mais ele parecia uma figura mais insana, sempre sedento de sangue. E isso claro fez com que os disfarces começassem a não ser mais eficientes e Yoshiki teve de então sair da Europa, onde já tinha alguns caçadores de vampiros em seu encalce.

Se bem de que ele gostava da perseguição. Gostava de estar sempre a correr o risco de ser pego. Gostava de como é que se diz mesmo? Ah sim, “ver o circo pegar fogo”.

Ele voltou então para o Japão. As coisas por lá já não andavam muito bem, por conta da 2ª guerra, as ações dos trouxas em guerra atrapalhavam sim e muito o mundo mágico japonês, porque afinal não havia como separar completamente trouxas e bruxos, e os bruxos invariavelmente estavam metidos na guerra, por mais que esta não fosse deles.

E nesse caos todo, era muito fácil para Yoshiki aproveitar-se do grande número de vítimas que havia todos os dias para satisfazer seus desejos insanos por sangue.

Porém a segunda guerra se acabou e novamente ele começou a chamar atenção por conta da variedade de vítimas mortas. Ele porém não foi embora do Japão, na verdade ele até que gostou de ser perseguido por alguns caçadores de vampiros, que não conseguiam nunca pega-lo. Era como em um jogo. Um jogo no qual Yoshiki sempre saía vencedor.

O milênio se acabou, veio o ano 2000, e Yoshiki então se aquietou um pouco, agindo ainda com os mesmos modos, mas mais discretamente, o que fazia com que não houvesse mais tanta gente atrás dele.

As coisas andavam paradas. E continuaram assim por mais uns bons anos, até que finalmente algo começou a se mover. O lendário portal que Gatsuri Ohayashi usou para levar todos youkais para outra dimensão agora ameaçava se reabrir, constantemente abrindo pequenas brechas, pelas quais vários Youkais tentavam passar. Não precisava ser gênio para deduzir que logo os mais poderosos iram escapar.

E as coisas ocorreram como Yoshiki imaginou que ocorreriam. Um grupo de Youkais mais poderosos, que eram a elite, os mais fortes e perigosos (que possuíam a forma humana) estavam novamente caminhando novamente nessa dimensão. E Yoshiki podia sentir o cheiro de um combate prestes a se iniciar no ar.

Os youkais começaram agindo silenciosamente, provavelmente tinham receio de novamente serem aprisionados e chegaram ao seu ouvido rumores de que eles procuravam entre outras criaturas, apoio em sua guerra.

E tal qual foi sua surpresa quando, em uma noite qualquer em que estava se divertindo, ele foi abordado por um youkai que revelou ser ninguém menos que o lendário líder dos youkais em pessoa.

Uma vez que ele sempre quis mesmo foi ver o circo pegar fogo, ele se aliou aos youkais pouco depois de ouvir a proposta de Shinjirou. Em um mundo governado por youkais, não haveria limites ou restrições para que ele fizesse o que bem entendesse, tal como matar, se alimentar e etc.

Na verdade Yoshiki se aliou mais mesmo não foi por essa promessa, mas porque ele queria afinal se divertir e a idéia de diversão dele envolvia, claro, fazer algumas cabeças rolarem e muita gente morta, mas muita mesmo.

Yoshiki, no entanto lhe deu uma missão que ele achou, no mínimo, entediante: serviço de espionagem na Academia de Magia. Oras, que graça havia em se fingir de professor e não poder nem ao menos atacar um daquele apetitosos aluninhos (porque isso daria muito na vista) que estavam ao alcance de seus dedos?

Porém do que ele poderia reclamar? A ação de verdade ainda nem começara e o cargo dele no plano era um ótimo cargo, de modo que melhor colocação que essa só talvez a dos Youkais do conselho e do próprio Líder dos Youkais.

Yoshiki só espera mesmo é que o banho de sangue não tarde a começar, porque isso é justamente o que ele mais espera enquanto faz seu papel de professor sério e mal-encarado da academia...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Taiyo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 598
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 10
Agilidade : 10
Equilíbrio : 10
Mira : 10
Reflexo : 10
Inteligência : 10
Riqueza : 10
Player : Rodrigo

MensagemAssunto: Re: Yoshiki Himawari   Dom Fev 01, 2009 2:02 pm

Meu deus...
Acho que você não é uma pessoa indicada para ser professor...
Mas sua ficha está correta, então APROVADO
Alexis? Acho que já ouvi esse nome...

Te desejaria boa sorte, mas sorte pra você é o azar dos outros...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Yoshiki Himawari   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Yoshiki Himawari
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Another History :: Para jogar :: Fichas de Inscrição :: Fichas Aceitas :: Professores-
Ir para: