FAQPortalInícioRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 23/11/2052, Sábado
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
11°C, tempo frio com ventos se intensificando no meio da tarde, céu aberto.
Lua: Cheia
Ações: - Visitação ao povoado de Hogsmead
- Ações da trama
- Outras ações diversas
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Shigure Takirai

Ir em baixo 
AutorMensagem
Shigure Takirai
Sakeiji - 5º ano
Sakeiji - 5º ano
avatar

Número de Mensagens : 23
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 4
Agilidade : 6
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 8
Riqueza : 3
Raça : Meio-Youkai
Ano :
Casa : Sakeiji
Objeto Mágico : Capa da invisibilidade
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Shigure Takirai   Sab Jan 31, 2009 11:54 am

FICHA DE INSCRIÇÃO PARA MEIO-YOUKAI

..:: Dados do Player ::..


Amanda XD


..:: Personagem ::..


Nome: Shigure Ohayashi Takirai
Idade: desconhecida
Raça: meio-youkai
Tipo: youkai lobo
Nível: 1 - youkais com aparência humana
Data de Nascimento: desconhecida, mas aproximadamente na época em que os Youkais foram selados em outra dimensão.
Local de Nascimento: Kyoto, Japão



..:: Atributos ::..


Você terá 35 pontos para distribuir sendo que nenhum atributo pode ser zerado e o máximo para cada atributo é de 8 pontos:

Força: 4
Agilidade: 6
Equilíbrio: 4
Mira: 5
Reflexo: 5
Inteligência: 8
Riqueza: 3



..:: Família ::..


Pai: Kazuki Takirai
Mãe: Kanna Ohayashi
Irmãos: não tem, nem deu tempo he.
Outros parentes: o avô Shinjirou, que está o procurando para assassinar-lhe.



..:: Descrição Física ::..


Olhos: castanho mel que por vezes tem um brilho dourado
Cabelo: castanho e liso, não muito longo.
Altura: 1,70
Estrutura do corpo: corpo normal, sem excesso de músculos, parece até um tanto quanto magrelo, mas não se engane, ele pode ser forte quando quer. Ele tem como sinais que denunciam parte de sua origem, caninos mais salientes e orelhas mais características de sua raça, embora ele oculte esses sinais para fugir do duro preconceito o qual todos os raros meio-youkais tem de agüentar. A pele dele é clara e sem manchas.
Avatar: Hyde



..:: Descrição Psicológica


Personalidade: Shigure é quieto, um tanto quanto tímido e desacostumado com gestos de carinho e ou gentileza para com ele. Mas isso é porque ele nunca foi realmente aceito em local nenhum por ser o que é. Séculos a procura de aceitação não foram o suficiente para que o meio-youkai achasse um local onde pudesse ser aceito. E isso o faz uma pessoa distante, desacostumada ao convívio, tanto que ele realmente não sabe bem como lidar com as suas emoções agora que está na escola, como um aluno qualquer.
Anseios: ser aceito pelo que ele é em algum lugar e por alguém
Medos: que o avô o encontre e/ou que ele nunca seja aceito em lugar nenhum por ser o que é.



..:: Shiruiki ::..


Teste para escolha da casa (coloque apenas a letra das alternativas escolhidas na ficha)

1. Você vê uma pessoa sendo assaltada. Você...

c) Avalia situação para decidir se deve ou não se meter

2. Qual desses itens chama mais a atenção em uma pessoa para você?

d) se esta pessoa está de bem consigo mesma

3. O jogo trouxa que você mais gostaria de jogar é...

d) Ãhan.... Pode ser algo mais... Esportivo?

4. A profissão que mais se adequaria a você no mundo trouxa é...

c) Qualquer uma que envolva planejamentos

5. Se você estivesse sendo procurado por algum motivo, qual seria?

e) Alguém me procurando? Então porque não pergunta para essa pessoa em vez de me fazer perder meu tempo?

Ano:
Quadribol: não
Monitoria: não
Vassoura: Firebolt 8
Varinha: marfim, 28 cm, pelo de unicórnio, flexível. Boa para encantamentos.
Animal de Estimação: uma coruja branca com olhos âmbar.

"Another history, uma aventura pelo mundo da magia japonesa que vai conquistar você!"

_________________

..:: Shigure Takirai ::..
Meio-youkai x neto de Shinjirou x portador de uma capa da invisibilidade x Sakeiji x 5° ano

Cor do Shigure: CornFlowerBlue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shigure Takirai
Sakeiji - 5º ano
Sakeiji - 5º ano
avatar

Número de Mensagens : 23
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 4
Agilidade : 6
Equilíbrio : 4
Mira : 5
Reflexo : 5
Inteligência : 8
Riqueza : 3
Raça : Meio-Youkai
Ano :
Casa : Sakeiji
Objeto Mágico : Capa da invisibilidade
Player : Amanda-chan

MensagemAssunto: Re: Shigure Takirai   Sab Jan 31, 2009 11:54 am

..:: História ::..


Solidão. Tristeza. Preconceito.

A vida de Shigure poderia ser reduzida a essas palavras. A solidão de alguém que nunca é aceito em local nenhum, a tristeza de não conseguir mudar isso e o preconceito que é a causa disso tudo.

A incessante busca pela aceitação.

Desde que nasceu o destino de Shigure já estava traçado para ser um tortuoso caminho. Porque para um meio-youkai as coisas nunca são fáceis.

Os meio-youkais não são aceitos entre os humanos porque estes os consideram uma ameaça, por serem em parte youkais e os classificam não raramente como aberrações. Já os youkais não aceitam os meio-youkais por serem em parte humanos e, portanto, fracos e suscetíveis às fraquezas humanas.

Ou seja. Não são aceitos nem de um lado nem de outro. Um meio-youkai normalmente é um ser solitário por conta disso. Não é aceito pelo que ele é por ninguém em local nenhum.

Se você é um meio-youkai tem apenas duas escolhas a fazer: isolar-se em solidão e viver sozinho e afastado, ou esconder-se por entre os humanos negando parte de suas origens para tentar ter um pouco de aceitação.

Triste, não? Essa é a realidade para esses seres normalmente tão raros que são de certo modo fascinantes. Nem toda vez que um humano e um youkai geram herdeiros estes nascem meio-youkais. É muito mais comum que os genes de youkai prevaleçam sobre os da raça humana, gerando assim youkais completos.

São raros os casos em que um gene não se sobrepõe ao outro, coexistindo em uma harmonia tal que as características das duas raças se manifestam em conjunto.

Shigure foi um desses raros casos.

Quando eles nasceu, no entanto, a época em que se encontrava era a pior possível para aquela situação. Os youkais tinham sido aprisionados há muito pouco tempo e, um ser que era metade daqueles que foram aprisionados, mesmo que em sua outra parte fosse humano e ainda parente do bruxo que aprisionou os youkais, na era bem vindo. Na verdade corria mais mesmo era risco de vida.

Kanna, sua mãe, sabendo da situação, fugiu com o filho para longe do convívio com outros bruxos, de modo que não descobrissem sobre Shigure. Ela queria protegê-lo e, por uns bons anos, deu até que bem certo.

Por sete anos os dois viveram isolados em uma casa nas imediações de uma montanha, onde poucas pessoas passavam, até que, um dia, foram descobertos.

Nada teria acontecido se o bruxo que procurava por Kanna não tivesse visto Shigure. E não é como se não fosse óbvia a origem do pequeno, afinal suas orelhas tão distintas já atraíam toda a atenção para o fato de Shigure ao ser completamente humano.

Okume Oriyashi era um antigo pretendente de Kanna, da época em que ela ainda não havia conhecido Kazuki. E bom, convenhamos que ele nunca gostou sequer um momento de ter sido trocado por um youkai.

Imaginou que, depois que Gatsuri baniu os youkais ele poderia então retomar com Kanna de onde tinham parado, mas essa sumiu misteriosamente. Por muito tempo ele a procurou e quando finalmente encontrou, foi para descobrir que ela tinha um filho... obviamente filho daquele maldito youkai.

Ele chamou outros amigos que foram para a casa exterminar o pequeno Shigure. Na época, todo e qualquer vestígio que ainda podia haver dos youkais na terra estava sendo destruído, as pessoas não se davam conta do quão cruel poderia ser matar um menino de sete anos, por exemplo, por causa do pai que este nunca conheceu.

Para salvar Shigure, no entanto, Kanna enfrentou os bruxos que vieram atrás deles e mandou que o filho fugisse que fosse para bem longe para se salvar.

Shigure então fugiu. Ele era mais rápido e ágil que qualquer bruxo que pudesse estar a lhe perseguir e com facilidade estava fora do alcança dos bruxos. Porém, nunca mais soube de sua mãe.

Com certeza os outros tinham a matado pelo disparate de proteger um “demônio”...

Depois disso, Shigure teve de aprender a se virar sozinho. Ele compreendeu que gora sem a mãe, não haveria ninguém para ajudá-lo, que ele realmente estava só. Por muito tempo ele viveu solitário, fugindo de convívio com quais quer criaturas que não fossem os animais da floresta.

Quanto tempo se passou nessa? Anos? Décadas? Ele não saberia exatamente contar para dizer quanto tempo, mas um dia ele conheceu alguém que mudou um pouco sua visão do mundo.

Hikaru Umeki, a jovem bruxa fundadora de Shiruiki, era uma bruxa diferente das demais. Essa foi a constatação de Shigure quando, certa vez, ao acidentalmente encontrar com ela, ao invés de caçá-lo ou tentar machucá-lo, ela quis apenas conversar com ele.

Não entendia como ela simplesmente parecia não se importar com o fato de ele ser um meio-youkai. Primeiramente ele fugia dela, mas Hikaru era paciente e persistente. Depois de meses nessa de ela se aproximando e ele fugindo, Shigure começou a parar de fugir tanto.

Os dois começaram a conversar. Ela lhe contava sobre o mundo mágico, sobre a academia de magia que ela e o companheiros começavam a montar, sobre a perseguição dos trouxas aos bruxos, sobre tudo o que Shigure nunca chegara a saber que acontecera por ter ficado afastado do convívio humano.

Shigure gostava de ouvir Hikaru falar. Talvez porque ela se parecesse com a sua mãe, a única pessoa além de Hikaru com quem ele convivera assim, pacificamente.

Hikaru o convidou a ir para a escola de magia. Disse que sabia que ele tinha potencial, que deveria tentar conviver com os humanos.

Shigure negou, dizendo que nunca o aceitariam por ele ser um meio-youkai.

Hikaru trouxe-lhe, então uma solução: poderia, através da magia, ocultar as características que o denunciavam, de modo que ele assim pudesse não ser reconhecido como um meio-youkai de princípio.

Shigure pensou na proposta de Hikaru. Não tinha exatamente nada a perder... Quem sabe? Se não se adaptasse, sempre haveria a opção de se isolar novamente...

Assim, ele aceitou a proposta de Hikaru e ela o levou para Shiruiki. Ela o selecionou para sua casa e lá Shigure fez amigos. Ele nem conseguia acreditar direito que estava mesmo convivendo com outras pessoas, sendo aceito (mesmo que as pessoas não soubessem exatamente quem ele era).

Mas havia alguém que não gostava dele e da presença dele naquela academia.

Izuumi Sumeragi sempre esteve de olho em Shigure e nunca engoliu a desculpa totalmente antiquada de Hikaru para começar a ensinar um rapaz que já devia ter uns treze, quatorze anos e que tinha aparecido assim, do nada.

Para ela, aquilo tudo era por demais estranho e suspeito. E justamente por ficar sempre de olho em Shigure foi que certa vez ela descobriu o segredo dele e de Hikaru ao ver Shigure com Hikaru próximos da floresta. Ele não estava com as proteções mágicas de costume e Izuumi com certeza viu perfeitamente as orelhas lupinas do rapaz.

Ela então não perdeu seu tempo em contar sobre sua descoberta a Satsuki Zõkori, Haku Sakeiji e Takeiji Hidaki. Nenhum dos dois gostou nada de saber sobre o rapaz ser um meio-youkai e assim todos foram tirar satisfações com Hikaru e expulsar e ou matar Shigure.

Quando ficou sabendo do que tinha ocorrido por uma aluna de sua confiança, Hikaru só tinha em mente que ela devia manter Shigure em segurança. Ela tinha lhe prometido que nada de mal lhe aconteceria em Shiruiki, o convenceu a ir. E ela sabia que ele não teria como fugir de Haku e Takeiji se estes quisessem matá-lo.

Por isso ela lhe procurou às pressas, levando consigo uma capa. Era uma capa da invisibilidade. Um artigo relativamente raro no mundo mágico. Vestindo a capa, Shigure poderia sair sem ser notado e protegido de quaisquer encantamentos de segurança que Takeiji e Haku poderiam ter lançado a mais sobre a academia com o propósito de pega-lo caso ele tentasse fugir.

Hikaru explicou o que estava acontecendo a Shigure, mas lhe disse que apesar de o mundo ainda não estar pronto para aceita-lo, que ele não devia tomar aquela situação como permanente.

“um dia” disse ela para ele antes que ele fosse embora “chegará o dia em que não existirão mais motivos para que você fuja ou se esconda, chegará o dia em que poderá ser finalmente aceito. E quando esse dia chegar, Shiruiki terá as portas abertas para você. Se precisar de um local seguro no futuro, não hesite em voltar para cá, onde você sempre é bem vindo em minha casa.”

Shigure percebeu que ele gostava de Hikaru. Gostava mais que como uma amiga. Mais do que qualquer pessoa no mundo, embora ele só tivesse convivido com duas. Mas sabia também que nunca os dois poderiam ficar juntos. E naquela hora, tocaram um único beijo, que ficaria para sempre marcado na memória de Shigure, o único beijo que ele teria de Hikaru.

E ele fugiu. A capa funcionou perfeitamente bem e ele saiu sem nenhum problema da ilha, embora realmente a segurança desta tivesse sido reforçada. Mas ele sabia que jamais encontraria novamente com Hikaru, porque esta não o procuraria mais para não levar os colegas diretamente até ele.

Shigure passou mais um tempo que ele não soube exatamente dizer quanto, mas que lhe pareceram ser séculos, novamente sozinho. Por várias vezes pensou em atirar a varinha e a capa da invisibilidade longe e esquecer completamente do mundo, mas ele se lembrava de Hikaru e suas palavras, o que o fazia sempre mudar de idéia quanto a isso e guardar os objetos.

Graças à capa, ele agora podia ir e vir por entre o mundo humano, sempre oculto, e foi assistindo o mundo se transformar, as épocas passarem, os bruxos e trouxas cada vez mais distantes, os youkais cada vez mais esquecidos...

Não se arriscava a se mostrar, a lição que teve em Shiruiki sobre como meio-youkais não eram aceitos ainda era viva demais em sua memória para que ele se arriscasse.

Mas as coisas nem sempre saem como queremos. E com certeza quando o portal pelo qual o tio dele mandos os youkais começou a se agitar (ele podia sentir a energia sinistra dos youkais tentando cruzar a barreira cada vez mais próxima), ele percebeu que teria outro problema então com o qual lidar.

Entendam que o pai dele tinha sido morto por seu avô por ter se envolvido com sua mãe e que obviamente Shinjirou estaria louco para matá-lo também, então quando os youkais cruzaram a barreira, as coisas realmente ficaram muito ruins para Shigure. Porque ele era um alvo fácil, ainda mais quando isolado. Seus rastros seriam muito mais previsíveis.

Ele então se lembrou das palavras de Hikaru: “Se precisar de um local seguro no futuro, não hesite em voltar para cá, onde você sempre é bem vindo em minha casa.”

Assim, Shigure, com a ajuda da varinha, novamente usou da magia para ocultar suas características que o pudessem denunciar como um meio-youkai e tratou de voltar a Shiruiki, para todos os efeitos sendo transferido de uma escola de magia chinesa.

Dentro de Shiruiki, além de estar mais protegido do que se ainda continuasse isolado da civilização, agora ele tem a chance de novamente conviver entre os humanos. Será que o dia que Hikaru lhe dissera que chegaria estava próximo de chegar? E Shinjirou, descobrirá os rastros do neto? Para saber como isso vai acabar só mesmo acompanhando a trajetória desse meio-youkai daqui pra frente...

_________________

..:: Shigure Takirai ::..
Meio-youkai x neto de Shinjirou x portador de uma capa da invisibilidade x Sakeiji x 5° ano

Cor do Shigure: CornFlowerBlue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Taiyo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 598
~.x.~.x.~ : ~.x.~.x.~
Força : 10
Agilidade : 10
Equilíbrio : 10
Mira : 10
Reflexo : 10
Inteligência : 10
Riqueza : 10
Player : Rodrigo

MensagemAssunto: Re: Shigure Takirai   Sab Jan 31, 2009 12:59 pm

Que história linda*.*
Está liberado, irá para Sakeiji, a casa dos estrategistas...
Boa sorte, espero que seu sonho se torne realidade...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Shigure Takirai   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Shigure Takirai
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Another History :: Para jogar :: Fichas de Inscrição :: Fichas Aceitas :: Sakeiji-
Ir para: